Governo Provincial do Zaire
Sociedade

Embaixador da Bélgica inteira-se das potencialidades económicas de Mbanza Kongo


No segundo dia de visita de trabalho à província do Zaire, cidade do antigo Reino do Kongo, no período da manhã da última sexta-feira, 29 de Novembro, o embaixador da Bélgica, Josef Smets, esteve reunido com os membros do governo provincial, onde foi-lhe dada a oportunidade de conhecer melhor as reais potencialidades económicas da província do Zaire.



A visão do Governo assenta na promoção da agricultura e pecuária pescas, o comércio, indústrias de transformação e o desenvolvimento do turismo em todas as suas vertentes, entre outros sectores não menos importantes.



A província tem solos férteis, mar e rios com espécies inestimáveis.



A política a seguir, é diversificar a economia nacional, aumentar a produção interna e o excedente poder-se exportar e obter-se divisas para o cofre do estado e, consequentemente gerar-se mais postos de trabalho para a juventude e não só.



Uma apresentação feita pelo Director do Gabinete Provincial para o Desenvolvimento Económico Integrado, Nicolau Sozinho.



Para o embaixador Extraordinário e Plenipotenciário do Reino da Bélgica em Angola, Josef Smets, bastante impressionado com o que viu e ouviu, disse que, foi precisamente por isso que escolheu a província do Zaire, como primeira localidade fora de Luanda à visitar.



Referiu ainda que já trabalhou na vizinha RDC, Nigéria, onde obteve muito conhecimento sobre África. Por isso, reforçou que regressa para Luanda onde irá mobilizar os outros 10 embaixadores da União Europeia, para cada um no seu país atraírem investidores para o Zaire. Outro desafio será a posterior quando for no próximo ano à Bruxelas, capital da Bélgica, período em que o seu País, prevê promover uma conferência para angariar-se investimentos para Angola.



No âmbito do programa de visitas, esteve no final do período da manhã, visitar a loja Nosso Super, o Museu dos Reis do Kongo, onde demodamente numa visita guiada pelo Director Provincial da Cultura, Juventude e Desportos, Biluka Sakalasenga, conheceu peça por peça e a sua importância, a história e culminou com um encontro com as autoridades tradicionais, os guardiões do Lumbu, que teve a cabeça o Soba Afonso Mendes. Outros locais históricos e cultural da cidade de Mbanza Kongo, antigo Reino do Kongo, também foram visitados, sendo o fim da agenda oficial.



Para amanhã, dia 30 de Novembro, o dia está reservado para encontros com a sociedade civil e depois acontece o seu regresso à Luanda, capital do país.



 


Galeria de Imagens